EDUCAÇÃO MAÇÔNICA

Curso de Filosofia e Fundamentação Maçônica

Ministério da Educação, Cultura e Comunicação Social

Construir uma sociedade justa demanda esforço de todos os segmentos, principalmente das instituições que têm papel filantrópico, fraterno e educacional. Assim, o ato de preparar adequadamente pessoas que vão atuar como formadores nas mais diversas áreas do conhecimento assume um papel dos mais relevantes no mundo contemporâneo.

Nas Lojas Maçônicas, a discussão filosófica e os conteúdos críticos da sociedade, são relativamente pequenos em função ritualista das sessões cotidianas, e também os assuntos administrativos das mesmas.

A perspectiva e a visão da necessidade de desenvolvimento de um espaço para discussão de aspectos da filosofia Maçônica levou a construção de uma proposta em que se oferecer um curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Filosofia e Fundamentação Maçônica. Tal curso promove o desenvolvimento da reflexão da concepção Maçônica, o debate de conceitos e temas específicos. Para um Maçom bem exercer tal função exige-se que ele tenha vocação pelo ato de ensinar e que seja bem preparado para o seu desempenho Maçônico. Portanto, é mister não se perder de vista a necessidade de preparo humanístico aliado ao domínio da técnica, para se formar bons Maçons.

O Grande Oriente do Estado do Rio Grande do Sul (GORGS) em parceria com a Faculdade Regional de Filosofia Ciências e Letras de Candeias (FAC) formou sua primeira turma em 2014. Duas novas turmas com a certificação da Faculdade de Irecê (FAI) se iniciaram em 2015. Uma delas, em Porto Alegre, teve formatura no final de 2016. A outra, em Passo Fundo, tem previsão de diplomação em maio de 2017. O propósito é sempre o de valorizar os estudos Maçônicos no Século XXI, abordando seus potenciais e oportunizando aos Maçons do GORGS uma formação de alto nível com os melhores profissionais dos quadros Maçônicos do País. Todos os professores são Mestres Maçons com curso de Mestrado e Doutorado.

Chegou o momento do GORGS trazer uma retribuição aos obreiros de sua Potência. Desde o final do século passado e início deste estamos vivendo uma nova época: da globalização, da busca pela sobrevivência, do desemprego, da tecnologia em transformação constante, da necessidade de capacitação para se adequar ao mercado, da guerra do mercado contra o próprio mercado. Enfim, o mundo mudou e transformou o homem de Homo sapiens para “Homo economicus”.

E a Maçonaria mudou?

Sim. No século XX aprimorou-se em ritualísticas exuberantes a causar inveja aos Maçons do século XIX, que tinham bem mais tempo de praticá-la em sua essência e frequentar as oficinas, vivendo com mais liberdade em um mercado menos competitivo e, em um mundo menos exigente de detalhes e de capacitação tecnológica.

Os objetivos do curso são:

– Possibilitar a ampliação do conhecimento;
– Aperfeiçoar a criticidade;
– Repensar a prática dos Maçons e do ensino da Maçonaria;
– Aprimorar a prática pedagógica dos Maçons em relação a habilidades reflexivas, críticas e formulação de questões relativas à prática da Maçonaria como um todo;
– Instigar a produção científica e a pesquisa na Maçonaria, abrangendo a necessidade de dominar os instrumentos utilizados na prática dos conteúdos Maçônicos;
– Favorecer as múltiplas formas de aquisição de conhecimento, através da interdisciplinaridade, ou seja, integrar a prática de ensino em Maçonaria aos vários campos do saber;
– Cooperar com o desenvolvimento do processo teórico-metodológico em relação às novas disposições das tecnologias educacionais quanto à construção do conhecimento;
– Aplicar o conhecimento metodológico e científico na produção dos textos científicos e trabalhos apresentados em Lojas Maçônicas, desenvolvendo as habilidades da pesquisa interiorizada durante o curso.

Área de concentração:

SABERES MAÇÔNICOS.
Esta área pretende dialogar a cultura Maçônica a partir do espaço social e político, com as Lojas e as Potências em busca de uma identidade, com coesão social dos saberes e fazeres Maçônicos respeitando as especificidades de cada Loja Maçônica.

Linha 1: MAÇONARIA SIMBÓLICA: A linha de pesquisa tem por objetivo estudar as simbologias, as alegorias e o ritos Maçônicos.

Linha 2: MAÇONARIA FILOSÓFICA: A linha nasce da intenção de ser trabalhado o ensino da Maçonaria Filosófica em várias instâncias, como: o discurso político, pedagógico/institucional e, a construção das práticas educativas e (re)análise dos livros editados num olhar da Maçonaria Filosófica Contemporânea.

Linha 3: HISTORICIDADE MAÇÔNICA: Na referida linha, procura discutir sobre a História da Maçonaria Universal, História da Maçonaria Brasileira, a Antropologia e a Epistemologia dos saberes e as práticas nas Lojas Maçônicas. Portanto, procurando socializar essas experiências para a construção do conhecimento histórico e cultural maçônico.

Linha 4: ADMINISTRAÇÃO MAÇÔNICA: A linha pretende refletir sobre a planejamento e a organização dos trabalhos dentro da Lojas Maçônicas em consonância com o Regulamento Geral do Grande Oriente. E também, fomentar a discussão de projetos alternativos em busca da sustentabilidade administrativa da Loja.