Ary Poerscke: pai de família, médico, benfeitor…um Maçom!

. .

Matéria Especial

As ações sociais de fraternidade na comunidade de São Borja são o exemplo mais claro do trabalho que desenvolve o Irmão Ary Poerscke. Ao analisar sua formação profissional como ortopedista, pode-se dimensionar seu caráter como homem na caminhada Maçônica. A ortopedia, segundo o dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, pode ser entendida como a especialidade médica que cuida, entre outros problemas, das dificuldades de locomoção das pessoas. Então, pode-se concluir que o Irmão Ary Poerscke, com amor pelos necessitados, na verdade vem amparando e auxiliando crianças, idosos e famílias na trajetória da vida.

Ao final de 2018, repetiu-se uma ação que já se tornou tradicional em São Borja, uma campanha chamada “Doar é um ato de amor”. Graças a seu prestígio e destacado conceito na comunidade, o Irmão Ary estabeleceu parceria com o Exército – 2º RC Mec –, a rádio Cultura, o jornal Folha de São Borja, os grupos de escoteiros Iguariaçá e Missioneiro, além dos principais supermercados e casas comerciais. Esta ação arrecadou mais de uma tonelada de alimentos que foram doados ao Asilo São Vicente de Paula, à APAE, ao Piquete Manotaço e ao Centro de Formação Teresa Verzeri. Tais ações filantrópicas repetem-se algumas vezes durante o ano, em observância às benemerentes e fraternas diretrizes do GORGS e da Ordem Maçônica em geral. Os Obreiros da Loja “Luz Invisível” nº 219, da qual é Venerável-Mestre o Irmão Ary Poerscke, participam ativamente desse trabalho social. Além deles, também os Irmãos da Loja “Vigilância e Fé” nº 369 e muitos Maçons das Potências Maçônicas co-irmãs, além de cunhadas e sobrinhos das Ordens Paramaçônicas.

O Ary apresentava todas as características para se tornar um Maçom. Faltava apenas o convite para ser iniciado. Então o convidei, já que nos conhecíamos há algum tempo. Ele já havia sido sondado anteriormente, mas, de forma responsável, o Ary preferiu esperar um melhor momento, pois precisava dar atenção para a família e o trabalho. Ele é um líder nato. Carismático, educado, inteligente. Agregador, consegue congregar as pessoas, seja dos Maçons em sua Loja, na região, ou de outros países como Argentina e Paraguai, por exemplo. E também junto à família, aos amigos, à comunidade. Ary Poerscke correspondeu positivamente às expectativas de quando o indicamos; aliás, supera essas expectativas ano após ano.” Irmão Waldemar Alvez da Roza, ex-Venerável-Mestre da Loja “Luz Invisível”, padrinho do Irmão Ary.

Ary Poerscke foi iniciado na Loja “Luz Invisível” n° 219, de São Borja, em 2 de dezembro de 2004. Em sua trajetória, muito se dedicou às atividades templárias e também às ações junto à sociedade, tanto em sua terra natal quanto na condição de ministro das Relações Exteriores ou Conselheiro do Grande Oriente do Rio Grande Do Sul. Graças à sua atuação como verdadeiro diplomata, incrementou as relações internacionais do GORGS em visitas às Lojas do Conesul e conquistou amigos que se deslocam de cidades distantes da Argentina e Paraguai para trabalhar em Sessões Maçônicas em São Borja. Além de estreitar relações e fomentar a intervisitação, colabora para que Lojas e Potências Maçônicas possam efetivar novos tratados.

Eu convivo muito com o Ary e meus Irmãos da Loja ‘Luz Invisível’. Ele é uma pessoa fantástica. Um homem íntegro, que cuida da família e é muito dedicado às questões da Ordem Maçônica e da sociedade de São Borja. É um Maçom na acepção da palavra e sua atuação ultrapassa as fronteiras das Potências Maçônicas”. Irmão Jairo Jesus Magalhães Andrade, Loja “Coronel Aparício Mariense da Silva”, GOB-RS.

Quem priva diariamente com o Irmão Ary, conhece sua dedicação para com seus Irmãos e com a comunidade. Mesmo aqueles que estejam a muitos quilômetros de distância, são agraciados com mensagens de ânimo e sabedoria através das redes sociais. Em diversas oportunidades reúne amigos em sua propriedade no interior do município, em encontros de alegria e congraçamento, pelo simples prazer de ver felizes as pessoas a sua volta. E assim o é em todas as áreas em que atua, dono de uma capacidade de liderança e aglutinação impressionantes.

Nesse período de administração do Irmão Ary, ele tem dado atenção especial na questão cultural e na educação. Ele tem promovido um movimento de valorização de pesquisas e trabalhos. Faz um grande trabalho na ação social, integrando os Maçons com a comunidade e a sociedade civil organizada, relacionando-se com a imprensa, empresários, militares, escoteiros e outras associações. É, com justiça, um dos profissionais mais respeitados da região.Irmão Otávio Mangabeira Marques Portela, ex-Venerável-Mestre da Loja “Luz Invisível”.

Um dos aspectos que permeia todas as manifestações de Irmãos e amigos sobre Ary Poerscke é a sua dedicação à família. Não obstante a todas as atividades filantrópicas que reúnem cunhadas, sobrinhos e até os entes mais distantes com a finalidade de integração através da benemerência, em sua gestão como Venerável-Mestre optou por realizar os ágapes após as sessões sempre com a presença das cunhadas, tornando ainda mais aprazível a convivência em Loja. Casado há 44 anos com Cristina Lima Poerscke, é pai de três filhos: Rafaela, Lincoln e Aline, todos médicos. Seus netos Isabela, Ana Luiza e Pedro Antônio em breve ganharão companhia: Inácio, que deve nascer em fevereiro, e Martina, com chegada prevista para o mês de abril. E ninguém é mais apta para descrever o Irmão Ary Poerscke do que a cunhada Cristina, que finaliza esta matéria especial com um relato emocionante sobre este exemplar Maçom, um verdadeiro homem livre e de bons costumes.

O Ary sempre foi um pai e um marido muito dedicado. Sempre colocou a família em primeiro lugar. Por vezes, até postergou algumas questões pessoais e mesmo do casal para poder se dedicar à formação dos filhos. Ele sempre procurou passar os melhores valores aos nossos filhos e à nossa família. Já nos conhecemos há quase 50 anos e posso dizer que ele sempre foi um homem íntegro, de bons costumes, mas isso foi potencializado com o ingresso na Maçonaria. Vejo que a Loja só fez bem a ele; a lapidação do ser humano é uma das funções do trabalho dos cunhados, não é? Pois então, com ele isso aconteceu de fato. Para ilustrar uma passagem engraçada que mostra bem como o Ary é visto aqui em casa. Outro dia a nossa neta Isabela, de 6 anos, surgiu com a seguinte frase, que ela formulou sozinha: ‘O vô Ary é um marido maravilhoso’. Acho que isso mostra bem quem é o Ary, pois as crianças são sempre verdadeiras e exprimem o que sentem que está a sua volta.Cristina Lima Poerscke, esposa do Irmão Ary Poerscke.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *