No encerramento de 2018, PALM aprova orçamento e projetos importantes

. .

Conforme o Presidente Marcus Vinícius Bortolotto, balanço dos trabalhos do Legislativo é positivo neste final de ano

A Poderosa Assembleia Legislativa Maçônica do GORGS – PALM – realizou nesta quarta-feira (5) a última reunião ordinária do ano de 2018. Com a presença de 102 deputados, os trabalhos foram dirigidos pelo Presidente interino Marcus Vinícius Bortolotto. A noite de votações foi bastante proveitosa, com aprovação de projetos importantes para o Grande Oriente do Rio Grande do Sul em 2019.

A regulamentação da antecipação para as eleições das diretorias das Lojas foi um desses projetos. No ano de 2019, além das eleições para o Grão-Mestrado, estão previstos também os pleitos para definição das novas diretorias e dos novos deputados das Oficinas do GORGS. Por iniciativa do Tribunal Eleitoral Maçônico, a definição das diretorias foi antecipada em um mês, passando para abril. Assim, no novo calendário, haverá no próximo ano: em março (na última semana) eleições para Grão-Mestre e Grão-Mestre Adjunto; em abril, eleições para Venerável-Mestre, vigilantes, orador, secretário e tesoureiro; e, em maio, eleições para deputado.

Outro projeto de grande interesse dos Maçons do GORGS, foi a aceitação da doação, por parte da Associação Casa Santo Expedito, de um terreno no bairro Teresópolis em Porto Alegre. No local, saudoso Irmão Bernardino Vendruscolo (falecido em 13/10/2018) idealizou a construção de uma instituição dedicada à assistência social. Já acometido pela doença que o vitimou, resolveu fazer a doação do patrimônio ao GORGS para que se completasse seu projeto. Assim, deixou expresso a seus colaboradores da Santo Expedito o procedimento para doação. Com a aprovação da PALM, o GORGS poderá incorporar o terreno a seu patrimônio e iniciar os projetos para benfeitorias no local, que deverá abrigar a Fundação São João e projetos assistenciais e culturais maçônicos.

Para finalizar, os deputados debateram a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO – do GORGS para o exercício 2019. A LDO contempla o orçamento e todos os procedimentos legais para a sua execução, que é realizada pelo Poder Executivo, cuja gestão cabe ao Grão-Mestrado, ministérios e departamentos. Segundo o Grão-Mestre Tadeu Pedro Drago, a peça orçamentária aprovada é fundamental para o bom andamento dos trabalhos: “A LDO possibilita um correto planejamento e programação das ações da gestão, fundamentais para o cumprimento das responsabilidades legais. Todos os projetos que darão continuidade ao sucesso da administração passam pela estrita execução orçamentária. É uma questão institucional importante. O Legislativo e o Executivo precisam estar em consonância em nome da instituição”.

O presidente da PALM Marcus Vinícius Bortolotto, em contato via telefone com a Comunicação Social do GORGS falou sobre os projetos aprovados, destacando a importância de cada um deles, especialmente da LDO, que possibilitou, por exemplo, a correta destinação de valores para a incorporação do patrimônio da Associação Santo Expedito. Bortolotto afirmou ainda que encaminhamento de questões que impactam no futuro da instituição é um trabalho coletivo. Finalizou expressando sua percepção sobre os trabalhos realizados desde que assumiu como Presidente interino (em outubro): “Ainda precisamos agilizar certos projetos, mas colocando na balança, podemos afirmar que estamos conseguindo, de certo modo, realizar aquilo que nos propomos no início desta gestão. É positivo o andamento dos trabalhos do Legislativo, sempre contando com a valiosa contribuição da Mesa Diretora e dos deputados”.

A próxima reunião ordinária da PALM ocorre no dia 5 de março de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *