Nasce a “Egrégora Fraterna” em Cruz Alta

. .

A fundação de uma nova Loja maçônica é um momento de profunda reflexão. É como o nascimento de um filho para uma família. É a ocasião de projetar o futuro, dedicando tempo e energia para planejar cada etapa vindoura, para que as experiências sejam proveitosas na caminhada que se inicia. Não é à toa que os termos como “filiação”, “Loja-mãe”, “filho da Loja” e “família maçônica” são tão comumente utilizados.

E nesta quarta-feira (9), a cidade de Cruz Alta presenciou o nascimento de uma novel Oficina maçônica, com um título distintivo que resume parte do que se propõem os Maçons quando abrem mão de algumas horas do convívio familiar para frequentarem seus Templos: “Egrégora Fraterna”. A Loja está inscrita no GORGS sob o nº 526. A cerimônia de regularização contou com participação maciça das Oficinas da região: “Harmonia Cruzaltense” nº 342 e “Liberdade e Fraternidade” nº 372, ambas de Cruz Alta, “Aurora da Serra” nº 300, de Júlio de Castilhos, “Liberdade e Justiça” nº 208, de Ijuí, “Acácia de Tupan” nº 217, de Tupanciretã, “União e Trabalho” nº 390, de Santa Maria, e “Energia do Oriente” nº 433, de Salto do Jacuí, todas do GORGS. A nova Oficina realizará suas reuniões no Templo da Loja “Antares”, do GOB-RS, que esteve representada na sessão com comitiva de seis Irmãos, fato muito comemorado e destacado pelas autoridades maçônicas presentes.

A regularização da “Egrégora Fraterna” nº 526 foi seguida da instalação do Venerável-Mestre Adaltro Cezar Santos de Lima. A comissão regularizadora e instaladora teve a presença do Grão-Mestre Tadeu Pedro Drago, do Grão-Mestre Adjunto Osleno dos Santos Heberlê, do ministro da Administração Ivo Gilberto Fraga, do delegado da 8ª R.M. Júlio César Machado Nunes e do Venerável-Mestre da Loja “Liberdade e Fraternidade” Régis Elissandro Guitel. Na oportunidade, o Grão-Mestre falou de sua alegria em presenciar o nascimento de mais uma estrela para a constelação do Grande Oriente do Rio Grande do Sul. Elogiou o esforço e a determinação dos fundadores e presenteou a Loja com a bandeira do GORGS, o estandarte desta Potência Maçônica.

O Venerável-Mestre agradeceu as ilustres presenças da noite, dizendo-se muito feliz e satisfeito pelo momento vivido, mas cônscio da responsabilidade de ser o primeiro a dirigir a Loja, prometendo cumprir cada ponto do compromisso que assumira perante os Obreiros da Oficina, do GORGS e da Maçonaria mundial. Ao seu lado nesta empreitada o 1º vigilante, Glodomar Guitel, o 2º vigilante Raul Ritterbusch Mello, o orador Moisés Renato Gonçalves Prevedello, o secretário Luciano Taborda Dietrich, e o tesoureiro Aristeu Garcia Ourique compõem a primeira administração da Loja que conta com 19 membros fundadores.