Emoção marca batismo do Centro Templário

. .

Em sua edição de número 7/2016 a revista O Delta veicula matéria sobre o ex-Grão-Mestre do GORGS, Irmão Milton Barbosa da Silva. Na apresentação do texto, descrevendo-o como “um Irmão que incentivou a criação de Lojas, construiu o Centro Templário e assinou o histórico Tratado das Três Potências do Estado”. E conclui: “Ficou eternizado como Grão-Mestre ‘Ad Vitam’ do GORGS”.

No mesmo texto, no qual GORGS, através de sua centenária revista, resgata a história de um dos grandes Maçons de sua história, é revelada a informação de que “o Centro Templário do GORGS passará a se chamar Centro Templário Grão-Mestre Milton Barbosa da Silva”, em virtude dessas realizações. Pois, a partir do dia 26 de abril de 2017, esta mudança é oficial. Hoje, quem entrar pelo corredor principal do Centro Templário Grão-Mestre Milton Barbosa da Silva, na avenida Aureliano de Figueiredo Pinto nº 945, saberá que este complexo de sete andares que abriga Templos Maçônicos, a sede dos tribunais de Justiça e Eleitoral Maçônicos, o Auditório Cidade de Porto Alegre, redação e estúdio da comunicação social do GORGS (rádio, portal, revista O Delta, newsletter), biblioteca Maçônica, a PALM e salões de ágapes, além das secretarias das Lojas Maçônicas, é uma homenagem ao Grão-Mestre ‘Ad Vitam’ desta Potência Maçônica.

A inauguração da foto do Grão-Mestre homenageado bem como a placa designando o nome do edifício foi carregada de emoção. O Grão-Mestre Tadeu Pedro Drago, dirigindo-se à cunhada Maria Glarita (viúva de Milton), lembrou passagens da trajetória Maçônica do ex-Grão-Mestre. Da mesma forma, sensibilizaram a todos os presentes as palavras do Presidente da COMAB e Grão-Mestre GOP-PR João Krainski Neto. Mesmo com limitações para se locomover, com auxilio de familiares, a Cunhada Maria Glarita descerrou a foto e placa celebrando seu companheiro de mais de 70 anos de vida. As palavras em voz embargada pela emoção, num tom corajoso, embora a debilidade, pronunciadas pela mulher que se destacava pelos cabelos brancos e o rosto sereno de quem viveu uma vida ética e exemplar, tocaram a todos que tiveram de secar as lágrimas quando ela declarou que ainda sentia o mesmo amor e que ela sabia que seu esposo estava ali a seu lado recebendo esta homenagem dos Maçons do Grande Oriente do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *